Provas que medem IDEB serão aplicadas a partir do dia 8 de novembro em todas as redes de ensino

As escolas de todas as redes pública irão realizar, de 8 de novembro a 10 de dezembro, a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), para avaliar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Um dos pontos que são levados em consideração para este indicador é a participação de, no mínimo, 80% dos estudantes de cada escola.


O superintendente de Gestão da Informação Educacional da Secretaria da Educação do Estado, Rainer Guimarães, falou sobre a importância do envolvimento de todos os atores da Educação para garantir a participação dos estudantes nas avaliações. “Independentemente dos esforços empreendidos pelos gestores educacionais, o IDEB sempre é considerado como a grande vitrine para avaliar a educação. E é determinante a união de esforços do Estado e dos municípios, no regime de colaboração, para garantir a participação dos estudantes, de modo que o indicador de cada escola contribua para a somatória e o resultado final do IDEB”.


Neste sentido, no que se refere à rede estadual de ensino, o superintendente destacou a mobilização que está sendo feita nas escolas e a sensibilização junto aos estudantes e as famílias. “Fizemos uma avaliação diagnóstica na rede no início do ensino híbrido e, a partir dos resultados, as escolas têm trabalhado em torno das aprendizagens que precisam de maior atenção. Mas é fundamental que, efetivamente, todos participem e façam as provas. A Secretaria vai dar todo o suporte necessário, inclusive no sentido de buscar garantir transporte, em parceria com os municípios, para os que moram em áreas distantes”, afirmou.


Orientações – A SEC também disponibilizou, no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), orientações para a preparação dos estudantes, dos professores e das equipes gestora e pedagógica para a realização da prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). As orientações são, por exemplo, sobre material necessário para o dia da aplicação, tempo da prova e preenchimento correto do cartão-resposta.

>> Acesse aqui as orientações (https://bit.ly/3Ef2BxD)

Agendamento – Entre 25 de outubro e 5 de novembro, o INEP realizará o agendamento da aplicação dos testes cognitivos e questionários em papel para professores e alunos das escolas participantes. O contato será feito pela Fundação Cesgranrio, empresa especializada, contratada pelo INEP, para a aplicação do SAEB.

Foto: Ilustrativa/Claudionor Jr/ASCOM/SECBA

Programa Bolsa Presença injetará R$ 469 milhões na economia do Estado até dezembro

O Programa Bolsa Presença, desenvolvido pelo governo do Estado, deverá injetar R$ 469 milhões na economia baiana até o final de dezembro de 2021. O montante representa a transferência de renda para 421.308 famílias de 528.213 estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino, com o objetivo de estimular a permanência do estudante na escola.
A iniciativa, que é uma das políticas de assistência estudantil do Programa Estado Solidário, destina R$ 150 por mês para famílias dos estudantes da rede estadual cadastradas no CadÚnico e em condições de pobreza e extrema pobreza. Nesta quarta-feira (27), a Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoveu um encontro de avaliação do programa, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), com representantes dos Núcleos Estaduais de Educação (NTE).
O coordenador de Programas e Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes, ressaltou que esta ação é essencial para o compartilhamento das perspectivas e aperfeiçoamento das técnicas que envolvem o Bolsa Presença através de atividades práticas nas escolas. “A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos estudantes nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico. Então, é fundamental encontros como este para que as famílias e os estudantes sejam orientados e para que haja o acompanhamento destas práticas nas escolas”, afirmou.
O programa visa estimular a permanência no processo de aprendizagem escolar dos estudantes da rede estadual, considerando as especificidades da educação contextualizada e inclusiva. Taís Nunes, representante do NTE 23, com sede em Santa Maria da Vitória, falou do impacto do programa para a permanência do estudante nas escolas. “Para o nosso território e, tenho certeza, também para toda a Bahia, o auxílio está sendo um ótimo recurso para os estudantes manterem a sua permanência na escola. E essa ampliação do programa, até dezembro, será muito importante pois, com o apoio que já temos dos municípios, conseguiremos beneficiar mais famílias”.
O governo do Estado ampliou a vigência e a concessão do Programa Bolsa Presença com a implantação da segunda etapa, de acordo com a Portaria nº 1.522/2021, publicada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), no dia 30 de setembro, no Diário Oficial. A portaria estabelece que a segunda edição do programa terá a duração de três meses, com início em outubro e término em dezembro de 2021.

Foto: Divulgação


SEC orienta comunidade escolar sobre a aplicação da prova SAEB

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) disponibilizou, no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), orientações para a preparação dos estudantes, dos professores e das equipes gestora e pedagógica para a realização da prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB). Os testes e questionários, que são realizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), serão aplicados no período de 8 de novembro a 10 de dezembro, nas escolas. 

>> Acesse aqui as orientações (https://bit.ly/3Ef2BxD

O subsecretário da Educação do Estado, Danilo Souza, ressaltou a importância da participação dos estudantes na ação. “Esta avaliação é como um certificado sobre o desempenho dos estudantes e a escola como um todo. Isso abre espaço para eles planejarem seu futuro e suas carreiras. E é também uma forma de se prepararem para os grandes desafios, como ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), concursos públicos  e outras atividades do gênero. Por isso, faltando algumas semanas para a prova, estamos intensificando a mobilização com a comunidade escolar para termos um número de participação recorde”. 

Nos documentos, as orientações para os estudantes passam desde não esquecer de levar caneta azul, lápis e borracha até observar o tempo mínimo da prova de duas horas e meia. Para os professores, o documento orienta a mobilização dos estudantes para o dia da prova, além de explicar sobre como os jovens preencherem o cartão-resposta corretamente. Já para as equipes gestora e pedagógica, seguem algumas orientações, como dialogar junto ao coordenador do polo sobre o melhor dia e horário de aplicação da prova na escola e a busca ativa e diálogo junto aos estudantes e líderes de classe, reforçando a importância da avaliação.  

Agendamento – Entre 25 de outubro e 5 de novembro, o INEP realizará o agendamento da aplicação dos testes cognitivos e questionários em papel para professores e alunos das escolas participantes. O contato será feito pela Fundação Cesgranrio, empresa especializada contratada pelo INEP para aplicação do SAEB. 

SAEB – O Sistema de Avaliação da Educação Básica é um conjunto de avaliações em larga escala que permite realizar um diagnóstico da Educação Básica brasileira e dos aspectos da qualidade educacional. A avaliação é composta por testes cognitivos e questionários aplicados a cada dois anos, em escolas da rede pública e em uma amostra da rede privada. 

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

SEC investe cerca de R$ 4,8 milhões em novo Sistema Integrado de Gestão Educacional

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) está investindo cerca de R$ 4,8 milhões no novo Sistema Integrado de Gestão Educacional (SIGEDUC), que vai substituir o Sistema de Gestão Escolar (SGE). A implantação do sistema visa aprimorar o gerenciamento dos dados e das informações que subsidiam o planejamento, a execução e o monitoramento das políticas públicas educacionais no âmbito estadual, bem como tornar mais eficiente e eficaz a gestão de processos internos da Secretaria relacionados aos temas administrativos, pedagógicos e de gestão de pessoas.

Além de diversos relatórios gerenciais, a plataforma possibilita para a rede estadual de ensino gerenciar dados relacionados às matrículas; turmas; estudantes; diário de classe; e dados da escola. O assessor de Planejamento e Gestão da SEC, Matteus Martins, falou sobre as novidades do novo sistema. “Do ponto de vista tecnológico, trata-se de uma plataforma nova, robusta, com maior capacidade de customização e interação com o universo das novas tecnologias. Também se sobressai pela simplicidade nos processos da gestão administrativa e escolar, visando dar maior dinamismo”.

Formação – Como parte das ações de implantação do sistema, a SEC promove, até o dia 5 de novembro, a formação do SIGEDUC com todas as equipes de Secretariado Escolar e dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE). A iniciativa visa apresentar o sistema com todas as suas funcionalidades para o servidor representante de cada uma das 1.089 escolas da rede estadual nos 27 Núcleos Territoriais de Educação. As atividades acontecem por meio de cursos com duração de 8 horas presenciais em cada Território da Bahia.

O SIGEDUC faz parte dos mais de R$ 61 milhões de investimentos que o Governo do Estado está realizando na infraestrutura tecnológica da rede estadual de ensino. As iniciativas contam, ainda, com a aquisição de 11.259 mil novos computadores, que estão estruturando laboratórios e o setor administrativo das unidades escolares dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e dos Polos da Universidade Aberta do Brasil-Bahia (UAB). Os recursos são direcionados, ainda, para a implantação de Salas Multiuso, visando criar espaços diferenciados para qualificar a aprendizagem, mediante o uso de tecnologias.

Programação de formações nesta semana

25/10 – Itabuna (NTE Litoral Sul)
25/10 – Juazeiro (NTE Sertão do São Francisco)
26/10 – Seabbra (NTE Chapada Diamantina)
26/10 – Eunápolis (NTE Costa do Descobrimento)
27/10 – Macúbas (NTE Bacia do Paramirim)
27/10 – Teixeira de Freitas (NTE Extremo Sul)
27/10 – Paulo Afonso (NTE Itaparica)
28/10 – Ribeira do Pombal (NTE Seminário Nordeste II)
29/10 – Bom Jesus da Lapa (NTE Velho Chico)
30/10 – Santa Maria da Vitória (NTE Bacia do Rio Corrente)

SEC realiza live sobre a ampliação do Programa Bolsa Presença, nesta terça-feira (26)

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, nesta terça-feira (26), às 17h30, no canal Educação Bahia pelo Youtube (https://bit.ly/3GjmCFe), uma live sobre a ampliação do Programa Bolsa Presença. Com o tema “Busca Ativa e os possíveis impactos de políticas de assistência estudantil”, o encontro on-line visa abrir um momento de reflexão sobre a importância da proposta de busca ativa atrelada a políticas de assistência estudantil, com destaque para os impactos socioeducacionais.

O Bolsa Presença faz parte das diversas ações do Programa Estado Solidário promovido pelo Governo da Bahia. A iniciativa, que já destinou seis créditos de R$ 150 por mês para as famílias dos estudantes da rede estadual de ensino cadastradas no CadÚnico e em condições de vulnerabilidade socioeconômica, teve seu prazo ampliado até dezembro, aumentando o investimento, que era de R$ 280 milhões inicialmente, para R$ 469 milhões, sendo 421.308 famílias beneficiadas e 528.213 estudantes alcançados.  

A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos estudantes nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.

O programa tem o objetivo de estimular a permanência no processo de aprendizagem escolar dos estudantes da rede estadual, considerando as especificidades da educação contextualizada e inclusiva. O governo do Estado ampliou a vigência e a concessão do Programa Bolsa Presença com a implantação da segunda etapa, de acordo com a Portaria nº 1.522/2021, publicada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), no dia 30 de setembro, no Diário Oficial. A portaria estabelece que a segunda edição do programa terá a duração de três meses, com início em outubro e término em dezembro de 2021.
Assessoria de Comunicação

Foto: Ilustrativa

Live ENEM 100% da SEC aborda componente curricular de Filosofia, nesta segunda (25), às 17h30

Com o tema “Materialismo”, a live do projeto ENEM 100%, desta segunda-feira (25), às 17h30, contará com uma aula do professor de Filosofia, Margareth Coelho. A transmissão será realizada pela TV Educa Bahia (https://bit.ly/2SKBEQn) e pelo Canal do EMITec no Youtube (https://bit.ly/3yg638a).                    

>> Veja cronograma completo e acesse apostilas no endereço: https://bit.ly/3htyusE           

No dia 27,  quarta-feira, o projeto vai debater o tema “Trabalho no mundo socialista”, com o professor de Sociologia, César Mustafá. Já na sexta (29), a professora de Redação, Rose Sampaio, explica sobre os erros textuais mais comuns.           

Atividade – Realizadas desde 2017, as aulas fazem parte do Projeto ENEM 100%, que contempla ações de mobilização, considerando o calendário nacional do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), tais como regularização da documentação básica; orientações para o pedido de isenção da taxa de inscrição e para o período das inscrições; disponibilização de plataformas e recursos pedagógicos de parceiros institucionais para a preparação para as provas; realização de aulas virtuais; e apoio logístico nos dias das provas para estudantes da rede estadual que residem em municípios que não sediam o certame, dentre outras ações realizadas ao longo do ano letivo.

Foto: Ilustrativa

Últimos dias de inscrição para cursos gratuitos de qualificação profissional na rede estadual de ensino

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, até esta terça-feira (26), as inscrições para 43 cursos gratuitos de qualificação profissional pelo programa Educar para Trabalhar, pelo portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). São 10 áreas ou eixos tecnológicos diferentes, como Informação e Comunicação; Produção Cultural e Designer; Turismo, Hospitalidade e Lazer; Recursos Naturais; Infraestrutura e Gestão e Negócios.

Os cursos são na modalidade Educação à Distância (EAD) e terão duração média de três a cinco meses e serão ministrados em parceria com o Sistema S, composto pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR). Os interessados devem estar regularmente matriculados no Ensino Médio ou da Educação Profissional Técnica de Nível Médio da rede pública estadual de ensino no ano letivo de 2020/2021. Também podem se inscrever egressos dos cursos técnicos de nível médio da rede estadual de ensino, que tenham concluído os estudos no período de 2016 a 2020.

Dentre os cursos ofertados estão: Agente cultural; Agricultor Agroflorestal; Almoxarife; Agente de Informações Turísticas; Assistente Administrativo; Assistente de Logística; Auxiliar de Laboratório de Microbiologia; Cerimonialista; Controlador e Programador de Produção; Desenhista da Construção Civil; Desenhista de Produtos Gráficos WEB; Instalador e Reparador de Redes de Computadores; Montador e Reparador de Microcomputadores; Operador em Petróleo e Gás; Organizador de Eventos; Padeiro; Programador WEB e Representante Comercial.

Durante o ano de 2021, o Educar para Trabalhar ofertou 200 mil vagas. Nesta nova etapa, as ofertas são para 151.179 vagas. O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Ezequiel Westphal, falou sobre a importância do programa para o futuro dos estudantes. “A nova edição do Educar para Trabalhar ocorre em um momento muito significativo na rede. Os estudantes estão envolvidos com vários projetos de aprendizagem e os cursos ofertados possibilitam aos estudantes e às suas famílias perceberem novas oportunidades de qualificação que estão sendo proporcionadas pela escola”, afirmou.    

Saiba mais: www.educacao.ba.gov.br

Foto: Ilustrativa


Estado divulga lista complementar dos professores para concessão de licenças-prêmio convertidas em pecúnia

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) divulgou no Diário Oficial, neste sábado (23), uma lista complementar dos professores da carreira do magistério público estadual dos ensinos Fundamental e Médio que tiveram deferida a concessão de licença-prêmio convertida em pecúnia. A lista pode ser acessada no endereço Portal da Educação (https://bit.ly/3psrB0f). Com esta iniciativa, ao todo foram concedidas 7.589 licenças-prêmio.

A superintendente de Recursos Humanos da Educação, Rosário Muricy, destacou o impacto da iniciativa na rede estadual de ensino. “Com esta ação, estamos mantendo os nossos profissionais do magistério em sala de aula, garantindo a aprendizagem dos estudantes, além de atender aqueles profissionais da carreira que fizeram esta solicitação à SEC”.

Rosário ressaltou, ainda, que a concessão das licenças-prêmio é uma necessidade de normatizar os procedimentos administrativos para a concessão de benefícios aos integrantes da carreira de magistério público que optaram por converter suas licenças em pecúnia. Com essa nova lista, chega a mais de R$ 99 milhões o incremento feito pelo Estado na folha de pagamento, nos próximos meses.

A conversão dos períodos de licença-prêmio em abono pecuniário alcança, preferencialmente, o professor enquadrado nas seguintes condições: com maior tempo de serviço no Estado; que não tenha sido beneficiado com a conversão da licença em pecúnia há, pelo menos, um ano; e esteja em efetiva regência de classe.

SEC investe mais de R$ 61 milhões em infraestrutura tecnológica da rede estadual de ensino

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) fechará o exercício contábil 2021 com investimento de mais de R$ 61 milhões na infraestrutura tecnológica da rede estadual de ensino. As iniciativas contam com a aquisição de 11.259 mil novos computadores, que estão estruturando laboratórios e setor administrativo das unidades escolares, dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e dos Polos da Universidade Aberta do Brasil-Bahia (UAB).
Os recursos são direcionados, ainda, para a implantação de Salas Multiuso, visando criar espaços diferenciados para qualificar a aprendizagem mediante o uso de tecnologias. Além disso, está sendo implantado o Sistema Integrado de Gestão Escolar (SIGEDUC), que qualificará o processo de gestão escolar acerca das políticas educacionais e tornará a gestão da informação mais eficiente para todos os serviços ofertados pela SEC, a exemplo da matrícula.
Segundo o assessor de Planejamento e Gestão da SEC, Matteus Martins, os computadores e a modernização ampliam o parque tecnológico das unidades escolares, atendendo a gestão e as demandas pedagógicas e da aprendizagem, e incluem as aulas práticas dos cursos da área de TIC da Educação Profissional. Já as Salas Multiuso intensificam o uso de tecnologia nos processos de aprendizagem, com  aulas mais dinâmicas e interativas com a experimentação de novas práticas pedagógicas. O SIGEDUC integra todas as funcionalidades dos principais processos da SEC. “Estas são pautas construídas com as áreas pedagógicas, pois todas elas se voltam ao desenvolvimento da educação e são materializadas com o uso de tecnologias”, afirmou.
Com o investimento programado de R$ 38.263.280 milhões, estão sendo entregues 11 mil computadores nas escolas, além do investimento de R$ 1.159.542 milhões, na modernização e ampliação da infraestrutura tecnológica dos Polos UAB, com 124 computadores, e dos NTEs, com 135 computadores. As Salas Multiuso também estão sendo instaladas com um investimento de R$ 21.700.393,13 e cada escola iniciará com os seguintes equipamentos: notebook, kit multimídia, internet com distribuição wi-fi e smart TV com canais educacionais e transmissão ao vivo de aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITec) para as séries do Ensino Médio regular. A implantação do SIGEDUC resultará em um investimento de, aproximadamente, R$ 4,8 milhões e já estará em funcionamento para a próxima matrícula.
A modernização da infraestrutura tecnológica das escolas, dos Polos UAB e dos NTEs faz parte de uma série de ações do governo do Estado, que também envolve mais de R$ 2 bilhões em investimentos na requalificação da rede física escolar e a instalação de novos equipamentos, como laboratórios, bibliotecas, quadras de esportes cobertas e campo society, além da construção dos Complexos Poliesportivos Educacionais, visando fortalecer as aprendizagens no contexto da Educação em Tempo Integral.

Fotos: Claudionor Jr/ Divulgação


SEC realiza live para celebrar a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca

Para comemorar a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, na próxima segunda-feira (25), às 15h, uma live com o tema “Contribuições da biblioteca escolar para a iniciação científica na Educação Básica”. A atividade será transmitida pelo canal do Youtube da Educação Bahia (www.youtube.com/educacaobahia1) e terá a participação da professora da UFBA, Kátia de Oliveira Rodrigues, e do superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da SEC, Manoel Vicente Calazans.

Como parte da programação, durante a semana livros diversos, como de literatura, serão distribuídos para servidores do órgão central, pela Coordenação do Livro e da Biblioteca/SEC. A iniciativa faz parte do projeto “Tenda do saber”, realizado em comemoração do Dia do Servidor, e que visa compartilhar e distribuir livros literários e pedagógicos para promover a leitura e educação continuada entre os colaboradores e servidores, como também apresentar uma amostra do acervo das bibliotecas escolares.  

O governo do Estado está investindo mais de R$ 2 bilhões de reais na requalificação da rede física escolar. Isso inclui a modernização das unidades escolares e a construção de novas escolas com alto padrão de engenharia e equipamentos, que incluem as bibliotecas como espaços de leitura, pesquisa e de produção do conhecimento.

Atualmente, a rede estadual de ensino conta com mais de 800 bibliotecas ou salas de leitura. Uma das mais tradicionais está localizada no Colégio Estadual da Bahia (Central), em Salvador, cujo acervo é composto por seis mil volumes. A biblioteca reúne obras como a Flora Brasiliensis (1840), editada pelos alemães Carl Friedrich Philipp Von Martius, August Wilhelm Eichler e Ignatz Urban, com a participação de 65 especialistas de vários países. A obra é, até hoje, a principal referência dos pesquisadores no estudo da flora brasileira, especialmente na Floresta Amazônica. O acervo guarda, ainda, volumes da História da Colonização Portuguesa no Brasil (1921), de Carlos Malheiros Dias, e The History of the Other Great Empires of Asia (1798), entre outras obras.

Foto: Ilustrativa/Claudionor Jr/ASCOM/SECBA