Secretaria da Educação cria Centros Juvenis de Ciência e Cultura em Feira de Santana, Jequié e Irecê

oficina-de-robotica-do-cjcc-foto-divulgacao-3

A Secretaria da Educação do Estado autorizou a criação, organização e funcionamento de mais três Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) na rede estadual. De acordo com portaria publicada no Diário Oficial do Estado (D.O), nesta sexta-feira (6), os Centros serão implantados nos municípios de Feira de Santana, Jequié e Irecê. Os Centros Juvenis têm o objetivo de ampliar a jornada escolar e a diversificar o currículo dos estudantes com oficinas, cursos e atividades voltadas à arte, cultura, inovação e ciência. Cinco unidades do CJCC funcionam nos municípios de Salvador, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista, Barreiras e Itabuna.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destacou a importância do CJCC no âmbito do programa Educar para Transformar. “Este projeto dos Centros Juvenis vai ao encontro daquilo que estamos debatendo nas escolas com educadores sobre a mudança no eixo pedagógico na Educação com um novo perfil de oferta. Criar novas unidades pelo Estado é proporcionar aos estudantes o acesso a um currículo diversificado, com atividades voltadas para a Ciência, Tecnologia, Inovação, mas também para a música, dança, teatro, gastronomia, entre outras, sendo parte integrada da formação e não apenas ações esporádicas. O objetivo também é de criar unidades em diferentes localidades para atender todos os territórios baianos”, ressaltou.

O coordenador do CJCC, Iuri Rubim, explicou como vai acontecer o processo para das unidades. “A partir das portarias de criação, nos próximos dias estaremos publicando o edital para seleção dos gestores, que corresponde a um diretor e três vices, que vão passar por uma avaliação técnica do currículo, além de entrevistas. Paralelamente, estaremos realizando a estruturação das unidades em cada município e, logo após, estaremos fazendo a seleção de professores”, disse.

Iuri ainda contou que a iniciativa para a criação de mais unidades mostra a ascensão do projeto que vem beneficiando a aprendizagem dos alunos. “O CJCC caminha junto com os pilares que norteiam a Educação do Estado. São professores desenvolvendo um currículo diferenciado, os estudantes motivados, pois não há obrigação de estarem lá, mais sim, o interesse voluntário de participarem das diversas atividades desenvolvidas na unidade, além de estarmos conectados com a Educação no século XXI”, concluiu.