Escolas recebem R$ 13 milhões para atividades complementares

 

ave-e-tal-na-escola-parque-075As escolas da rede estadual que aderiram ao programa Novo Mais Educação já estão com seus recursos disponíveis. Este ano, foram destinados 13 milhões de reais para o desenvolvimento de atividades complementares como arte e educação. Além disso, cada unidade de ensino também poderá utilizar a sua verba, que varia de escola para escola, na requalificação do ambiente escolar, de acordo com a proposta pedagógica da escola.

Na Bahia, o programa está beneficiando 478 escolas, localizadas em todos os 417 municípios, com um total de aproximadamente 240 mil estudantes do Ensino Fundamental. O total de recurso destinado para cada escola é calculado com base no quantitativo de estudantes que a unidade irá atender.

De acordo com a coordenadora de Educação Integral da Secretaria da Educação, Rowenna Brito, a proposta pedagógica da escola precisa estar mais próxima da identidade do estudante. “A ideia é que a escola utilize esse recurso para fazer o desenho do Projeto Político Pedagógico da escola, atendendo às demandas e necessidades do estudante. É uma inciativa para fortalecer a Educação Integral em tempo integral visto que os estudantes participam de atividades que complementam a formação”, destaca a gestora.

Com  isso, a escola irá vivenciar uma jornada ampliada de 15 horas semanais, atendendo cinco atividades, sendo Língua Portuguesa e Matemática obrigatórias e, as outras três, de livre escolha. O objetivo é potencializar o ensino regular nas disciplinas de Português e Matemática e, assim, melhorar os indicadores de avaliação. O recurso, do Governo Federal, é destinado para um período de oito meses, com início das atividades em março e término em novembro deste ano.

Foto: Divulgação