Estudantes de Valente e Irecê se destacam na redação do ENEM ao ultrapassar os 900 pontos

Estudantes da rede estadual de ensino têm mostrado seu potencial pelo desempenho alcançado na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), cujo tema foi “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. Nos municípios de Irecê e Valente, seis estudantes fizeram entre 900 e 940 pontos e alimentam o sonho de ingressar no Ensino Superior. Elas contaram que, ao longo de 2020, participaram dos programas voltados à preparação dos estudantes para o exame, promovido pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), dentre os quais o ENEM 100%, que envolveu aulões virtuais até às vésperas das provas; o Universidade para Todos (UPT); o Sistema de Avaliação Baiano de Educação (Simula SABE); e os “Estude em Casa” e “Hora do Enem”, exibidos pela TVE, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, entre outros programas.

Carla Emily Medeiros Souza, 18, do curso técnico de nível médio em Administração no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP), no município de Irecê, alcançou 940 pontos na redação do ENEM 2020. “No primeiro instante, fiquei sem acreditar. Só depois de algum tempo a ficha caiu de verdade. Estou muito feliz. Sabia que tiraria uma boa nota, mas nunca imaginei que passaria dos 900 pontos. Desde o Ensino Fundamental, gosto de ler e escrever textos A Língua Portuguesa sempre me encantou e tenho muita afinidade com ela, o que me ajudou bastante”, relatou.

As colegas Késia Silva Oliveira e Lígia Souza Borges, ambas de 18, também externam a felicidade de terem conseguido, cada uma, fazer 920 pontos na redação. “Estou extremamente feliz. O resultado foi surpreendente, porque este foi o meu primeiro ENEM. Costumo ler muito e procurei me manter atenta às informações e buscando obter dicas de como fazer uma boa redação nos conteúdos disponibilizados pelo site da SEC e outros que também forneciam materiais de apoio e orientação de forma gratuita para o ENEM”, revela Késia. Lígia completa: “A preparação com o apoio do projeto do CETEP foi muito importante. Deu tudo certo, graças a Deus!”.

A diretora do CETEP de Irecê, Joice Machado Carvalho, comentou sobre a vitória das alunas da unidade, que inclui, ainda, Ionete Gomes, com 900 pontos na redação. “Saber que em meio à pandemia da Covid-19, elas romperam barreiras, com muito comprometimento em seus estudos, é algo muito significativo para a nossa unidade escolar, pois sabemos o quanto estão comprometidas em alcançar seus objetivos”.

Boas leituras – Estudante do 3º ano do Colégio Estadual de Valente, no município de Valente, Beatriz Sampaio Rios, 17, atribuiu o sucesso de alcançar 920 pontos na redação à sua própria dedicação e ao apoio dos educadores da sua unidade escolar. “Acredito que esta pontuação é consequência de uma bagagem que busco sempre enriquecer com boas leituras e com uma frequente prática na escrita das minhas redações, como também por ter encontrado professores muito competentes para me ajudar”.

A colega Roseane Almeida dos Santos, 18, 3º ano, contou que, ao tomar conhecimento de sua nota, sentiu um misto de emoções. “Estou muito feliz com a minha nota. Gostei do tema da redação, pois diz respeito a problemas altamente prejudiciais para a sociedade, principalmente quando se trata das redes sociais, que foi o ponto que mais ressaltei no meu texto”.

A diretora do colégio, Alessandra Barreto, comentou sobre o empenho e a dedicação das estudantes e dos professores. “Estamos todos com o coração transbordando de alegria e satisfação com o resultado de um trabalho realizado com amor e dedicação à missão que escolhemos: garantir a todos o direito de aprender”. A professora de Redação da unidade, Vanusa Carvalho, falou que atribui o resultado à dedicação das alunas. “Elas são muito comprometidas com o processo de aprendizagem e leitoras em potencial, o que resulta em repertórios fantásticos para uma argumentação sólida”.

Foto: Divulgação