Gestores da rede estadual de ensino dialogam sobre a utilização dos recursos destinados para melhoria das escolas

Com o objetivo de instruir e tirar eventuais dúvidas referentes à utilização do recurso do Programa Retorno Escolar Seguro (PRES), a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) está promovendo, até o dia 10 de dezembro, encontros virtuais com os gestores escolares e diretores dos respectivos Núcleos Territoriais de Educação (NTEs). Nesta sexta-feira (3), os encontros foram realizados com os dirigentes dos núcleos de Itabuna (NTE 05), Valença (NTE 06), Teixeira de Freitas (NTE 07), Itapetinga (NTE 08), e Salvador (NTE 26). Para a execução do programa, as escolas estaduais receberam, no total, recursos da ordem de R$ 250 milhões.

Os recursos transferidos à conta da Caixa Escolar das unidades escolares se destinam à cobertura de despesas de custeio e capital, de forma a contribuir para a manutenção física e pedagógica dos estabelecimentos de ensino, adequando as estruturas e adquirindo materiais necessários para manter os protocolos de biossegurança.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar, Manoel Calazans, falou da importância dos encontros. “Esta é a segunda rodada de encontros com os gestores escolares e que tem como objetivo acompanhar a reta final de execução dos recursos do PRES que foram encaminhados pela SEC para todas as escolas estaduais. Nos encontros, sanamos dúvidas sobre execução, documentação e prestação de contas”.

A diretora do núcleo de Itabuna (NTE 05), Leninha Vilanova, aprovou a iniciativa e tirou várias dúvidas sobre a execução dos recursos para serviços com pessoa física e de como adquirir equipamentos eletrônicos. “Estes encontros virtuais que a SEC promove para ficar bem de perto dos gestores e fazer todo o encaminhamento do investimento do PRES são de grande valia, pois temos a oportunidade de tirar várias dúvidas das escolas sobre esses recursos”, afirmou.

Os próximos encontros serão realizados na segunda-feira (6) com os núcleos de Amargosa (NTE 09); Juazeiro (NTE 10); Barreiras (NTE 11); Macaúbas (NTE 12) e novamente Salvador (NTE 26). Já na terça-feira (7), será a vez dos núcleos de Caetité (NTE 13); Itaberaba (NTE 14); Ipirá (NTE 15); Jacobina (NTE 16); e Eunápolis (NTE 27).

Começa nesta segunda-feira (6) renovação de matrícula para estudantes da rede estadual de ensino

Começa nesta segunda-feira (6), e segue até o dia 28 de dezembro, a renovação da matrícula para o ano letivo 2022 dos estudantes da rede estadual de ensino devidamente matriculados e com frequência regular no ano letivo 2021. A matrícula para alunos novos será realizada no mês de janeiro em datas a serem divulgadas em portaria da Secretaria da Educação do Estado (SEC).
Para a renovação de matrícula, o estudante maior de 16 anos ou responsável legal deverá comparecer a unidade escolar onde o estudante está matriculado para assinar a lista de renovação. Será obrigatória a atualização cadastral, com a apresentação do original e da cópia de documentos como CPF, Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação. A orientação é para que os estudantes, pais ou responsáveis procurem verificar se há ausência de documentos junto à secretaria escolar.  
O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Educação, Manoel Calazans, explicou que o Estado garante vaga para todos aqueles que procurarem, mas destacou que os estudantes da rede precisam fazer a renovação. “Caso o estudante da rede não faça a renovação, ele corre o risco de perder a vaga na escola onde já está matriculado. É importante tranquilizar as famílias sobre a oferta de vagas que é garantida para todos nas diferentes modalidades. Também é necessário dizer que não precisa fila tanto para fazer a renovação quanto para a matrícula, cujo processo será realizado com o todo planejamento nas datas a serem divulgadas”.

Foto: Ilustrativa/Josenildo Almeida/ASCOM/SECBA

Programa Conexões homenageia o cineasta baiano Glauber Rocha

A edição do programa Conexões – Estações do Saber, deste sábado (27), prestou uma homenagem ao cineasta baiano Glauber Rocha, com a exibição do documentário “Glauber vive”, produzido pela equipe do Conexões. Além disso, foi realizado um bate-papo com a participação de estudantes e professores sobre o documentário e a importância do cinema na escola pública. O programa ainda contou com a participação de diversos convidados, a exemplo do cantor e compositor Xangai.  A iniciativa é realizada pelos Complexos Integrados de Educação (CIEs) – unidades da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC). As entrevistas foram comandadas pelo coordenador de Articulação entre Educação Superior e Educação Básica para os CIEs, Robson Costa, apresentador do programa.

O programa pode ser visto através do endereço https://bit.ly/3p8FDlE.

Robson Costa ressaltou a importância de se homenagear Glauber Rocha, que recebeu o prêmio de melhor diretor, no Festival de Cannes de 1969, com o filme “O dragão da maldade contra o santo guerreiro”. “O programa mostrou a vida e a obra de Glauber Rocha, focando na sua importância para o Cinema Novo e a sua influência em grandes cineastas do cinema mundial. O nosso documentário mostrou os filmes produzidos por ele em toda a sua renomada carreira e, também, a sua trajetória política. Após a exibição do documentário, tivemos a oportunidade de debater sobre o tema com estudantes e professores, o que enriqueceu ainda mais esta edição do programa dedicado a um dos mais importantes cineastas do mundo”.

Para o cantor Xangai, Glauber Rocha era um grande artista e que transitava entre vários espaços da arte, além do cinema. “Sou um apreciador da obra de Glauber, do que ele representa no cenário da cultura brasileira, pois foi praticamente o criador do Cinema Novo. Quando ele quebrou essa obviedade no cinema, ele trouxe o novo, ao mostrar na sua ousadia e concepção de arte cinematográfica, que saiu de Vitória da Conquista para conquistar o mundo, sendo inspiração para outros cineastas mundiais, a exemplo do diretor sul-coreano Bong Joon-ho, que ganhou o Oscar com o filme “Parasita””,

Sobre os CIEs – Os Complexos Integrados de Educação funcionam em Porto Seguro, Itamaraju e Itabuna, em parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), e em Ipiaú, Eunápolis e Caetité, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Os CIEs têm buscado planejar, executar e avaliar um conjunto de ações inovadoras em conteúdo, método e gestão, direcionadas à melhoria da oferta e da qualidade do Ensino Médio, na proposta de ensino integral.

Foto: Divulgação


Estado começa entrega dos absorventes higiênicos do Programa Dignidade Menstrual

O Governo da Bahia começou, nesta quinta-feira (22), a distribuição dos absorventes descartáveis higiênicos do programa Dignidade Menstrual. Serão beneficiados mais de 226 mil estudantes e pessoas que menstruam regularmente matriculadas na rede estadual de ensino e que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza, na faixa etária de 11 a 45 anos. O programa ofertará mensalmente um pacote de absorventes descartáveis por beneficiária e terá um investimento de R$ 5,6 milhões. Para o governador Rui Costa, a falta de absorventes para este público “é uma triste situação vivida por pessoas que, pela falta de recursos e conhecimento, não têm acesso aos cuidados básicos de higiene e saúde durante a menstruação”. Ele destacou que o programa também contempla “ações pedagógicas nas escolas voltadas à saúde e ao bem-estar para que as estudantes e pessoas que menstruam tenham mais tranquilidade durante o período”.
O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a abrangência da iniciativa. “A previsão é a de que o programa seja incluído no Plano Plurianual e passe a integrar as políticas públicas do Estado. A pobreza menstrual afeta negativamente parte importante das pessoas que menstruam no país e impacta, inclusive, na frequência escolar e, consequentemente, na aprendizagem. A saúde menstrual é um direito e, com este programa, o Governo da Bahia mostra mais uma vez que cuida de gente, que tem um olhar diferenciado e de zelo para a nossa juventude”, afirmou.
No Colégio Estadual Coriolano Carvalho, no município de Feira de Santana, a estudante Sirlane da Silva Pereira, 19, que faz o 2º ano do Ensino Médio, falou que o programa é um avanço. “A gente sabe que tem mulheres e meninas pobres que usam jornais, pedaço de pano e papel higiênico para controlar o fluxo menstrual a cada mês. As consequências da pobreza menstrual podem causar problemas de saúde e levar à morte, sem falar que isso também pode levar a problemas emocionais. Muitas alunas faltam aulas no período menstrual. Então, eu  acho muito importante este programa Dignidade Menstrual, porque vai reverter essa situação. Eu sinto, com isso, um carinho, um acolhimento, uma ajuda para todas que precisam e vão se sentir mais amparadas. O programa é uma conquista grande para as estudantes”, afirmou.
De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), 713 mil meninas vivem sem acesso a banheiro ou chuveiro em seu domicílio e mais de 4 milhões não têm acesso a itens mínimos de cuidados menstruais nas escolas, o que impacta nos percursos educativos. Na rede estadual de ensino, o programa Dignidade Menstrual é desenvolvido pela Secretaria da Educação (SEC), em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM).
A secretária da SPM, Julieta Palmeira, disse que a dignidade menstrual deve ser garantida a todas as pessoas que menstruam. “É uma questão de direitos humanos. Buscamos uma educação não discriminatória em relação às pessoas que menstruam. Precisamos romper mitos e transformar essa realidade com ações de sensibilização e educativas. Isso é também a busca da equidade de gênero”, destacou.
A entrega começou por 34 municípios do interior, pelas empresas que venceram os primeiros lotes da licitação. Este primeiro lote contempla três Núcleos Territoriais de Educação (NTE): o Núcleo do Sisal, com sede em Serrinha (NTE 04); Extremo Sul, com sede em Teixeira de Freitas (NTE 7); e Feira de Santana (NTE 19). Os próximos NTEs a serem alcançados com a entrega são:  Litoral Sul, com sede em Itabuna (NTE 05); Médio Sudoeste da Bahia, com sede em Itapetinga (08); Vale do Jequiriçá, com sede em Amargosa (NTE 09); Piemonte do Paraguaçu, com sede em Itaberaba (NTE 14); Piemonte da Diamantina, com sede em Jacobina (16); NTE Semiárido Nordeste II, com sede em Ribeira do Bombal (NTE 17); Médio Rio de Contas, com sede em Jequié (22); Bacia do Rio Corrente, com sede em Santa Maria da Vitória (NTE 23); e Costa do Descobrimento, com sede em Eunápolis (NTE 27). Nos demais NTEs, incluindo Salvador, a entrega dos absorventes deverá ser feita até a primeira semana de dezembro.
Formação e consciência – Além da entrega dos absorventes, o programa Dignidade Menstrual também contempla uma série de iniciativas que abordam o tema pedagogicamente nas escolas estaduais. A SEC já fomenta ações de promoção da saúde e prevenção de doenças e situações de agravos à saúde nas unidades escolares, através da temática transversal Educação para a Saúde – Saúde na Escola, constituindo-se este como um dos temas integradores do Documento Curricular Referencial da Bahia.
Diversos materiais didáticos também estão disponíveis no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Dentre eles está a Cartilha Educativa sobre Saúde Menstrual, que explica o que é a menstruação e quais as mudanças que provoca no organismo, bem como contribui para desmistificar tabus relacionados ao tema. Fazem parte das ações da SEC, ainda, processos formativos para estudantes, professores e gestores, visando ajudar na promoção da cultura, do cuidado, da empatia e do respeito.

Fotos: Divulgação

Ceará compartilha experiências da Educação em Tempo Integral durante encontro, em Salvador

Os educadores participantes da Semana da Educação Integral da Bahia, realizada no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, tiveram a oportunidade de conhecer, nesta quinta-feira (25), a experiência da Educação em Tempo Integral da rede estadual de ensino do Ceará. O evento, que segue até esta sexta-feira (26), contou com a participação da secretária da Educação do Estado do Ceará, Eliane Estrela.

“A escola de tempo integral diminui a desigualdade para promover a equidade e isso é fundamental para que a gente possa alcançar bons resultados. A nossa organização curricular é orientada pela interdisciplinaridade e fundamentada na Ciência, na tecnologia, na cultura e na formação pessoal e profissional. A gente potencializa o sucesso acadêmico e profissional do estudante e busca promover a equidade educacional, estando inserida na estratégia de proteção social”, destacou a secretária Eliane Estrela, que fez uma apresentação sobre o tema “A Educação em Tempo Integral no Estado do Ceará”.

Segundo o coordenador executivo de Programas e Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes, conhecer a experiência do Ceará foi estimulante. “Procuramos durante esta semana reconhecer as experiências inovadoras da nossa rede, valorizando gestores e estudantes que se dedicam à Educação Integral da Bahia. A presença da Secretária da Educação do Ceará em nosso evento é parte estratégica da articulação do Consórcio Nordeste, com a finalidade de compartilhar experiências e também identificar ações que podem contribuir para a consolidação da política da Educação Integral da Bahia, a partir da Lei n° 14.359, sancionada pelo governador Rui Costa. É uma honra receber a secretária Eliana e sua equipe neste evento”.

Nesta sexta-feira (26), último dia do encontro, a programação contará com relatos de experiências de escolas de tempo integral da rede estadual, palestras sobre temas como “Currículo da Educação Integral”, e uma apresentação sobre as ações da SEC relativas à Educação Integral.

O quinto dia do evento ainda contou com a participação da assessora especial do gabinete da Secretaria da Educação do Estado do Ceará (SEDUC), Anna Linard; da secretária executiva do Ensino Médio e Profissional da SEDUC, Maria Jucineide Fernandes; da superintendente de Políticas para a Educação Básica, Manuelita Brito; da diretora do IAT, Cybele Amado; do diretor de Educação Integral, Astor Vieira; e da diretora geral da SEC, Luciana Menezes Silva; além de estudantes do Colégio Estadual Desembargador Júlio Virginio de Santana, localizado em Mar Grande, que realizaram intervenções artísticas.

Fotos: Claudionor Jr /SCOM/SECBA

Secretaria da Educação do Estado faz entrega de dispositivo inovador para estudantes cegos ou com baixa visão

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realizou, nesta quarta-feira (23), no auditório do órgão, a entrega simbólica de 75 unidades do equipamento OrCam MyEye 2.0 para as unidades voltadas à Educação Especial dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs). Trata-se de um dispositivo tecnológico, acoplado aos óculos, considerado o mais avançado do mundo para prover assistência e reabilitação de pessoas com deficiência visual, melhorando sua qualidade de vida e promovendo inclusão social. A cerimônia contou com as presenças do secretário Jerônimo Rodrigues e de professores e estudantes com cegueira e baixa visão da rede estadual de ensino.

Jeane Geisa dos Santos, estudante do Centro de Apoio Pedagógico (CAP) de Feira de Santana, acompanhada da professora da unidade, Rita Magalhães, foi a primeira a testar o dispositivo. Emocionada com a tecnologia, ela relatou: “Isso é mágico. Esta ferramenta vai me dar possibilidade de leitura dos livros que adquiri ao longo da minha vida para formar a minha biblioteca. Sempre comprei livros, mesmo não enxergando, e, hoje, estou deslumbrada com a chance de poder ler a minha coleção, através do aparelhinho. É um ganho muito precioso para o deficiente visual, porque vai abrir ainda mais a porta da Educação e nos dar a oportunidade de buscar o conhecimento com mais autonomia”. 

Atento à fala de Jeane e de todos os demais que expressaram sua alegria com a tecnologia inovadora, o secretário Jerônimo falou sobre a importância da ação. “Esta é uma agenda de inclusão social, comum à rede estadual, e que, junto, vem todo um conjunto de formação e outras atitudes. Estávamos ansiosos para fazer esta entrega, que foi adiada por conta da pandemia e, agora, estamos atuando para fazer a compensação desses quase dois anos. O governador está implementando uma força muito grande na parte de infraestrutura, tecnologia e recursos nas escolas, e temos a questão da inclusão como parte fundamental deste projeto do governo”.

A expectativa para Ítalo Silva, 29, estudante do CAP Kátia Paim, em Salvador, era grande. “Não conhecia o aparelho, mas já tinha informação sobre ele e estou ansioso por esta oportunidade revolucionária, que promete ser um ampliador da assistência inclusiva para nós, cegos”. Da mesma forma, Maurício Sanches Moutinho, 13, do CAP Alberto de Assis, também em Salvador, vislumbrava a possibilidade de conseguir fazer as suas leituras. “Tenho baixa visão e o Orcam My Eye vai me ajudar muito a ler, e não vou precisar usar lupa”.

Conhecidos como wearables, os dispositivos se destinam a monitorar as atividades do corpo humano. “Este equipamento de inteligência e visão artificial conta com um inovador e revolucionário OCR (Optical Character Recognition), que permite o acesso fácil, intuitivo e instantâneo à informação disponível em tempo real e funciona totalmente off-line. O dispositivo tem o peso e tamanho de um pen-drive, além de ser vestível e discreto, para ser acoplado às hastes de óculos comuns, promovendo inclusão social e empoderamento”, explicou Doron Sadka, representante da Mais Autonomia, empresa de tecnologia assistida responsável pelo OrCam MyEye no Brasil.

Fotos: Divulgação

Estudantes da rede estadual participam das avaliações do SAEB

Os estudantes da rede estadual de ensino já estão participando das provas de Língua Portuguesa e Matemática do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) 2021, que podem ser aplicadas nas escolas até o dia 10 de dezembro. A ação consiste em um conjunto de testes e questionários, com a finalidade de avaliar a qualidade da Educação Básica do país; contribuir para a sua melhoria; e monitorar as políticas públicas educacionais. Participam estudantes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e 3° ano do Ensino Médio.

Em Poções, no Colégio Estadual Eurides Santana, as avaliações foram realizadas nesta terça-feira (23). A estudante Emilly Costa, 18, 3º ano, disse que gostou das provas. “As avaliações foram tranquilas e de fácil resolução. Elas são importantes, pois servem para medir quais são as nossas dificuldades e, a partir disso, podermos trabalhar para melhorar o nosso rendimento”, disse. Na oportunidade, os estudantes receberam kits contendo caneta, lápis e borracha, além de um lanche servido no final das avaliações

Hoje também foi o dia dos estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) Sertão do São Francisco II Antônio Conselheiro, localizado em Uauá, responderem as questões das avaliações. “Gostei muito do nível das provas, pois foram relacionadas aos conteúdos estudados em sala de aula e, a partir delas, pode ser avaliado como está nosso aprendizado”, comentou a estudante Débora Ribeiro, 18, que faz o curso técnico de nível médio em Informática.

Para o estudante Ian Dias, 17, 3º ano, do Colégio Estadual Velho Chico, em Carinhanha, que participou das avaliações na última quarta-feira (17), os conteúdos das provas também serviram de base para as provas do primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). “As avaliações do SAEB serviram como um treinamento para o ENEM, pois as questões dialogaram com vários conteúdos vistos no exame, principalmente, em relação à interpretação de texto”, comentou.

Fotos: Divulgação

Maratona de aulões virtuais para o ENEM 2021 segue até o dia 26

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, até sexta-feira (26), a maratona de aulões do ENEM 2021 na página do YouTube do EMITec (https://bit.ly/32oUHnM), no canal TV Educa Bahia e na página da Rede ENEM, que é parceira na atividade. A ação integra aulões das disciplinas das áreas do conhecimento que serão abordadas no segundo dia da prova no próximo domingo (28).  
A iniciativa consiste em um combo completo, com aulões e e-Books gratuitos de todas as disciplinas com os conteúdos que mais caem no exame, além de uma bateria de simulados das provas objetivas. Para acompanhar os aulões, ao vivo, transmitidos pela Rede ENEM, é preciso realizar a inscrição no endereço https://bit.ly/3HKfpOV. Os links para baixar os e-Books e fazer os simulados estão no endereço https://cursoenemgratuito.com.br/bahia/. Programação SEC – A SEC transmite todos os aulões, por meio do YouTube do EMITec e TV Educa Bahia, no dia seguinte à exibição ao vivo da Rede ENEM, conforme programação disponível neste enderço: https://abre.ai/dxzC. Para identificar o canal da TV Educa Bahia de sua região, acesse no endereço https://bit.ly/3FEVwY0.
Por meio do projeto ENEM 100%, a SEC descentralizou recursos do Fundo de Assistência Educacional (FAED) para as escolas com o objetivo de contratar transporte para os municípios que não sediam o certame ou distritos de municípios que sediam as provas, além da aquisição de kits lanche (suco de frutas, maçã e biscoito) e de higiene (álcool em gel e quatro máscaras de proteção como prevenção ao Coronavírus).

Foto: Ilustrativa

Estudantes da rede estadual participam do primeiro dia de provas do ENEM 2021

Estudantes de toda a Bahia participaram, neste domingo (21), do primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio 2021 (ENEM). A segunda etapa será no próximo domingo (28). Neste primeiro momento,  os candidatos respondem questões voltadas às Linguagens; aos Códigos e suas Tecnologias; e às Ciências Humanas e suas Tecnologias; além da Redação.

Como parte das ações do ENEM 100%, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) disponibilizou recursos para as escolas com o objetivo de dar suporte no transporte de estudantes que moram em locais que não sediam as provas. Gestores escolares também entregaram kits aos estudantes, contendo, dentre outros itens, álcool em gel e caneta transparente de cor preta.

Nesta edição, são 3,1 milhões de participantes no Brasil, com mais de 239 mil na Bahia, sendo o terceiro Estado com maior número de inscritos. No Colégio Estadual da Bahia (Central), no bairro de  Nazaré, em Salvador, muitos estudantes chegaram cedo, mesmo antes da abertura dos portões. Foi o caso de  Ryan Silva, 17, 3º ano, que concluiu o Ensino Médio no Colégio Modelo de Feira de Santana. “Estava me preparando bastante, minha expectativa é muito grande e espero um bom tema para a redação”.

A estudante Moara Silva, 17, 3º ano do Colégio Américo Silva, em Lauro de Freitas, está empolgada para seguir seus estudos no Ensino Superior. “Além da escola, busquei orientação sobre materiais que podiam utilizar. Espero conseguir entrar no curso de Enfermagem logo agora”, ressaltou.

Ainda no Central, as irmãs Mariana Eduarda, 19, e Ana Carolina Diogo, 17, do Colégio Estadual Bartolomeu Gusmão, em Lauro de Freitas, estão com  perspectivas diferentes para a realização da prova. “Quero fazer o curso de Direito e acredito que estou preparada para a prova”, disse Mariana. Ana Carolina, por sua vez, busca treinar para o próximo ENEM. “Faço o 2º ano e estou buscando ter essa experiência para quando estiver valendo possa ingressar em Enfermagem”.    

Em Lauro de Freitas, a superintendente de Políticas para a Educação Básica da Bahia, Manuelita Brito, acompanhou a movimentação dos estudantes que realizariam a prova no Colégio Estadual Bartolomeu Gusmão. “O ENEM 100% e o Universidade para Todos (UPT) são os principais projetos coordenados pela SEC que buscam auxiliar na preparação dos nossos jovens para o ENEM.  Nesta perspectiva, a SEC descentralizou recursos, via Fundo de Assistência Educacional (FAED) e do Programa Retorno Escolar Seguro do Governo do Estado (PRES), para a contratação de transporte intermunicipal de estudantes; aquisição de kit-lanche; e aquisição de kit-higiene, com álcool em gel e máscaras de proteção para os estudante”, destacou.

A diretora do Bartolomeu Gusmão, Sandra Pitanga, falou como as escolas estaduais puderam garantir a participação dos estudantes na prova do ENEM. “Somado ao trabalho feito na preparação dos estudantes, nesta semana focamos no acolhimento deles, mantivemos o Laboratório de Informática aberto e distribuímos os kits-lanches e de higiene”, informou.

Na unidade escolar, a estudante do 3º ano, Monalisa Fagundes, ressaltou a rotina de preparação. “Tivemos a pandemia, que causou transtornos, mas conseguimos o apoio para estudar e estou tranquila para fazer uma boa prova”.

Maratona ENEM – Para os estudantes que desejarem continuar a preparação para a prova do ENEM, a SEC promove  a maratona de aulões do ENEM 2021 até o dia 26 de novembro, na página do YouTube do EMITec, no canal TV Educa Bahia e na página da Rede ENEM.  A ação, realizada em parceria com a Rede ENEM, integra aulões das disciplinas de todas as áreas do conhecimento. A iniciativa consiste em um combo completo, com aulões, e-Books gratuitos de Redação e de todas as disciplinas, com os conteúdos que mais caem no exame, além de uma bateria de simulados das provas objetivas. Para acompanhar os aulões, ao vivo, transmitidos pela Rede ENEM, é preciso realizar a inscrição no link https://bityli.com/rlYcGB. O aulão de Inglês e Espanhol será realizado de forma agrupada. Os links para baixar os e-Books e fazer os simulados estão https://cursoenemgratuito.com.br/bahia/.

Além da prova do próximo domingo, haverá uma segunda aplicação para cerca de 280 mil inscritos que tiveram direito à isenção no ENEM 2020 e não fizeram as provas. Para este público, as inscrições foram reabertas entre 14 a 26 de setembro de 2021 e as provas serão aplicadas nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022.


Monitores do Mais Estudo mobilizam colegas para participação nas provas do SAEB 2021

Os estudantes monitores do Programa Mais Estudo estão mobilizando os colegas, por meio de uma campanha de conscientização, para que participem das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) 2021 que podem ser aplicadas nas escolas até o dia 10 de dezembro. Além da divulgação nas salas de aula e em grupos de WhatsApp das turmas, os estudantes estão mobilizando os professores neste engajamento. A ação consiste em um conjunto de testes e questionários, com a finalidade de avaliar a qualidade da Educação Básica do país; contribuir para a sua melhoria; e monitorar as políticas públicas educacionais. Participam estudantes do 5º e 9º no do Ensino Fundamental e 3° ano do Ensino Médio.

No Colégio Estadual Rotary, localizado em Salvador, é grande o engajamento dos monitores. Segundo a estudante e monitora de Português, Maria Caroline Oliveira, 3º ano, as provas do SAEB são de extrema importância não só para os estudantes, como também para os cidadãos. “As avaliações medem o grau de ensino das escolas e as informações obtidas são imprescindíveis para a avaliação da qualidade e dos planos de ensino de uma instituição para o futuro. Para divulgar a prova, o colégio tem feito cartazes, divulgado fotos e cards com as informações da prova entre os alunos, além de contar com o apoio de nós, monitores do Mais Estudo, para auxiliar e fomentar a importância da realização desta avaliação”, afirmou.

Também envolvido na mobilização, o estudante Robert Nunes Lima, 3º ano, é monitor de Matemática do Mais Estudo, no Rotary. “É de suma importância a realização de avaliações sobre o nível de conhecimento dos alunos de uma instituição educacional, baseando-se na premissa de quais medidas devem ser baseadas para a melhoria do sistema educacional, principalmente neste nível de conhecimento. Sendo assim, tornam-se indispensáveis avaliações como as do SAEB”, disse.

O superintendente de Gestão da Informação da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Rainer Wendell Guimarães, ressaltou a importância dos estudantes fazerem as provas do SAEB. “É fundamental que os estudantes compareçam no dia da prova com todo o entusiasmo e compromisso. É, de certa forma, um reconhecimento ao papel que a escola teve em sua formação e na preparação para a vida”.

Municípios – Com o objetivo de ampliar a participação das escolas públicas, as redes municipais também estão se mobilizando. Para a secretária municipal de Educação de Amargosa, Márcia Batista, este movimento de mobilização e participação dos estudantes também é fundamental para as redes municipais de ensino. “Entendemos essa avaliação externa como um importante instrumento de diagnóstico, que nos ajuda a promover uma  educação de qualidade, voltada a atender os anseios dos filhos e filhas da classe trabalhadora, que tem o direito a uma educação pública, gratuita, laica e de qualidade. Uma educação de qualidade é aquela que garante o direito à aprendizagem”, salientou.

Fotos: Divulgação