Começa na próxima segunda-feira (13) a 9ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA)

A 9ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA) começa na próxima segunda-feira (13), com o tema “Territórios educativos e suas experiências científicas”. Em formato virtual, a FECIBA será realizada até sexta-feira (17). Durante toda a semana, serão apresentados 164 projetos de iniciação científica desenvolvidos por estudantes da rede estadual de ensino no âmbito do Programa Ciência na Escola, que estimula o fazer ciência em sala de aula.

A abertura da FECIBA será, às 8h, no auditório da SEC, com transmissão pelo canal do Youtube da Educação (https://bit.ly/3pL0mwa), com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues. Dentre os convidados estão Adélia Pinheiro, secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado; Tereza Cristina Paim, secretária de Saúde do Estado; Fabya Reis, secretária de Promoção da Igualdade Racial do Estado; Julieta Palmeira, secretária de Políticas para as Mulheres do Estado; Marilda Gonçalves, diretora do Instituto Gonçalo Moniz da FIOCRUZ; e Jailson Bittencourt de Andrade, da Academia de Ciências da Bahia.

Ainda na abertura, estudantes da rede estadual irão apresentar os projetos “A importância da implementação de sistema de resfriamento evaporativo nas escolas em tempos de pandemia: um estudo de caso no Complexo Integrado de Educação de Caetité”; “Eu sou Sócia da Coelba?” e “Produção de inseticida a partir da folha da mandioca (manihot esculenta).

A programação da FECIBA conta, ainda, com palestras, apresentações culturais e avaliação e certificação de projetos. De 14 a 17, a programação, pela manhã, será transmitida pelo canal do Youtube do Instituto Anísio Teixeira (https://bit.ly/31Mpaf4) e, no período da tarde, pelo Canal do Youtube do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (https://bit.ly/3GvTBoQ).

O coordenador de Programas e Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes, falou sobre a importância da FECIBA. “A FECIBA é uma das maiores feiras de ciências do país e o formato virtual é necessário diante dos cuidados que envolvem a prevenção da COVID-19. Teremos momentos valiosos para ampliar a mobilização e a participação dos nossos professores e estudantes em torno da popularização e interiorização da ciência na Educação Básica. Estes cinco dias de evento também serão para celebrar a educação pública, a vida, a inventividade dos estudantes e o compromisso dos educadores com a iniciação científica”, destacou.

Acesse a programação completa no endereço https://bit.ly/30a1mBl.

Foto: Claudionor Jr / SECBA

SEC e SEPROMI divulgam resultado preliminar do prêmio Jorge Conceição

As secretarias estaduais da Educação (SEC) e de Igualdade Racial (SEPROMI) divulgaram no Diário Oficial, deste sábado (11), o resultado preliminar de avaliação das propostas do prêmio Jorge Conceição. O prêmio é voltado para projetos das comunidades escolares do Estado dedicados a temas ligados à história afro-brasileira e indígena.

Acesse o resultado preliminar no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)*.

O edital prevê um orçamento de R$ 5.940.000 milhões, via  Fundo de Assistência Educacional (FAED), a ser destinado ao apoio de 162 projetos que vão tratar a temática em diversas linguagens artísticas e pedagógicas. 

O concurso tem por objetivo a seleção e premiação de projetos escolares e recursos educacionais produzidos pelos professores, gestores, coordenadores pedagógicos e estudantes. Foram aceitas propostas em duas modalidades. A primeira incorpora as iniciativas com os temas: produções artísticas (audiovisual, dança, música, grafite, teatro, artes plásticas e artesanato) negras e /ou indígenas; saúde da população; literatura; produções literárias; patrimônio cultural (material e imaterial) e memórias negras e /ou indígenas; identidades e territórios; gênero e sexualidades; mulheres negras e/ou indígenas na literatura, na produção científica, nas artes e na política; enfrentamento ao trabalho análogo ao escravo; empoderamento e Lideranças Juvenis; práticas comunitárias e tradicionais; produção científica  e  enfrentamento  à  intolerância  religiosa  de  matrizes  africanas  e/ou Indígenas.

Na segunda modalidade, considera-se recurso educacional digital e não-digital, que se destina a apoiar os estudantes no processo de aprendizagem.  Na primeira modalidade serão premiados 108 projetos, com o valor de até R$ 50 mil, sendo quatro projetos por Território de Identidade. Na Modalidade 2, serão contemplados, com o valor de até R $10 mil até 54 recursos educacionais.

Sobre o professor Jorge Conceição

Jorge Conceição foi professor titular de Geopolítica e de diversas disciplinas na UCSAL, UNEB e outras instituições de ensino, tendo atuado, também, nos cursos de pós-graduação em História da Cultura Africana, ocorridos no CEAO – UFBA, em 1982 e em 1986. Também era pesquisador de abordagens holísticas no campo da Medicina, Ecologia/Sustentabilidade e Arte-educação. É um dos fundadores do Coletivo de Entidades Negras (CEN).

Um dos grandes destaques na trajetória de Jorge Conceição foi, sem dúvidas, o trabalho na área da literatura infantil, com grande contribuição para a disseminação e o avanço da educação antirracista no Brasil. Em 1995, lançou “O Boi Multicor”, livro que traz recriações do “boi da cara preta”, trazendo, nesta história, novas concepções sobre a estética e linguagem associadas à raça negra

Foto:Nerivaldo Goés/  Ilustrativa


Famílias de estudantes da rede estadual recebem novo crédito do Programa Bolsa Presença

O Governo do Estado disponibilizou, nesta sexta-feira (10), o novo crédito do Programa Bolsa Presença destinado às famílias dos estudantes da rede estadual cadastradas no CadÚnico e em condições de vulnerabilidade socioeconômica.  O Bolsa Presença faz parte do Programa Estado Solidário do Governo da Bahia e tem o objetivo de contribuir para a  permanência dos estudantes nas escolas. Com recursos que chegam a R$ 469 milhões, a previsão é de que o programa, que completou oito parcelas, em 2021, alcance 421.308 famílias e 528.213 estudantes.

Thaila Silva Cruz, 29, é uma das beneficiárias do Bolsa Presença. Ela estuda no Colégio Estadual Indígena Xucuru Kariri,  na Educação de Jovens e Adultos (EJA), mora no Povoado Quixaba, no município de Glória, e tem um filho de nove anos. Ela falou sobre a importância da assistência financeira para ela e sua família. “O Bolsa Presença veio na hora certa. Os alimentos estão muito caros, mas consigo comprar o básico como arroz, feijão, açúcar, leite e óleo”.

O estudante Neemias da Cruz dos Santos, 15 anos, faz o 8º ano, no Colégio Estadual Professora Noêmia Rego, em Salvador. Ele mora no bairro da Valéria e também falou como o Bolsa Presença tem beneficiado a sua família. “Estamos em um momento difícil e o programa é uma ajuda muito boa que tem dado um suporte para minha família e outras que estão passando por necessidades. Esse dinheiro serve para comprarmos alimentos e tem ajudado bastante“.

A concessão do Bolsa Presença está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar onde o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos alunos nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.

Foto: Divulgação

Mais de 179 mil estudantes são beneficiados com monitoria do Programa Mais Estudo

Mais de 179 mil estudantes da rede estadual de ensino receberam a monitoria do programa Mais Estudo, neste ano letivo 2020/21 e receberam reforço dos colegas nos estudos e aprendizagens em Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica. Nesta sexta-feira (10), monitores do programa participaram de uma live promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), com o objetivo de apresentar suas experiências. O encontro pode ser conferido no endereço https://bit.ly/3rQY55v.

Iniciado em 2019, na fase piloto, o Programa Mais Estudo foi instituído pela Lei Estadual nº 14.306, de 12 de fevereiro de 2021.  Os monitores recebem bolsa de R$ 100 por mês. Para 2021, foi reservado um orçamento de mais de R$ 10 milhões para o programa, com recursos próprios do Estado, e ofertadas 52 mil vagas.

O monitor de Matemática, Carsten Santos, 19, 3º ano, do Colégio Polivalente Monsenhor Luiz Ferreira de Brito, em São Sebastião do Passé, falou que o programa tem impactado positivamente na sua vida e na dos colegas. “A monitoria tem que ser algo que dê impacto tanto para quem recebe, quanto para quem ministra as aulas. Eu, por exemplo, consegui ajudar várias pessoas monitoradas e também fui impactado, pois aprendi assuntos novos e revisei outros que não tinha familiaridade, a exemplo de frações e conteúdos de geometria plana”, revelou.

Já a monitora de Língua Portuguesa, Fernanda Michelly de Jesus, 17, 3º ano, da Escola Família Agrícola José Nunes da Mata, em Angical, afirmou que é gratificante ser monitora e ver o resultado nos colegas. “Vejo a monitoria como uma oportunidade não só de receber uma bolsa, mas de ajudar os colegas que possuem dificuldades nas disciplinas. Eles se sentem confortáveis em encontrar alguém mais próximo, que vai entendê-los e fazer com que compreendam melhor os assuntos”.

Já o estudante João Pedro Ramos, 17, 2º, que atua como monitor de Língua Portuguesa, no Centro Educacional São Sebastião, em Caturama, destacou os assuntos discutidos no encontro e disse que os monitores estarão apostos para contribuir com os colegas até o final do ano letivo. “Tivemos a oportunidade de um diálogo, no qual abordamos sobre o último relatório, sugerindo o que os monitores podem trazer de conteúdo para ajudar os colegas nas provas, além de conselhos para que possam construir mais carga horária nesta reta final”, disse.

Foto: Divulgação

SEC realiza treinamento de técnicos dos Núcleos Territoriais de Educação para a matrícula do ano letivo 2022

Com o objetivo de capacitar a equipe técnica dos Núcleos Territoriais de Educação (NTEs) que atuará no período formal de matrícula para o ano letivo de 2022, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), iniciou, nesta sexta-feira (10), um treinamento, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador. Durante a atividade, que também será realizada na segunda-feira (13), com outra turma de técnicos, os participantes terão a oportunidade de receber informações atualizadas sobre todo o processo de matrícula e o novo Sistema Integrado de Gestão Educacional (SIGEDUC).

>> Baixe a tabela do cronograma de matrícula do ano letivo 2022 (https://bit.ly/3Iq2Ngt)

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar do Estado, Manoel Calazans, falou da importância do treinamento. “É muito importante ter uma equipe preparada para formar outros técnicos dos NTEs para realizar a matrícula, pois é um evento muito grande que retroalimenta a rede com novos estudantes. As equipes serão bem informadas, principalmente, sobre o novo sistema de matrícula, que permite maior agilidade no processo”.

Para a técnica Ana Barreto, do núcleo de Santa Maria da Vitória (NTE 23), o treinamento é fundamental. “Nesta atividade, a gente tem a oportunidade de aprender mais sobre os procedimentos de matrícula para poder repassar os conhecimentos aos técnicos das nossas escolas de modo que o processo seja realizado de forma tranquila”, disse.

A técnica Tatiana Lília de Souza, do núcleo de Paulo Afonso (NTE 24), já participa do processo de matrícula há seis anos e fez questão de se atualizar durante o treinamento. “O nosso núcleo cobre seis cidades e nós vamos atuar como multiplicadores em todas as escolas da região. Por conta desse sistema novo de matrícula é essencial participarmos dessa atividade”, comentou.

Sobre a matrícula
 – O cronograma de matrícula para o ano letivo 2022 já foi divulgado pela SEC por meio da Portaria Nº 2043/2021 e pode ser acessado através do endereço https://bit.ly/3Iq2Ngt. O documento também estabelece as normas e os procedimentos de matrícula para Pessoas com Deficiência (PcD), transferência de estudantes entre unidades escolares da rede estadual, matrícula de estudantes oriundos das redes municipais e novos estudantes da Educação Básica nas unidades escolares da rede estadual de ensino, além do processo de renovação de matrícula, já em andamento, que segue até o dia 28 de dezembro.

Foto: Claudionor Jr/ASCOM/SECBA

SEC promove 9ª FECIBA em formato virtual de 13 a 17 de dezembro

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoverá, no período de 13 a 17 de dezembro, a 9ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA), que tem o objetivo de promover a popularização da Ciência e o fortalecimento da Educação Científica por meio de projetos desenvolvidos por estudantes e educadores da rede pública estadual da Bahia.  Com o tema “Territórios educativos e suas experiências científicas”, a FECIBA acontecerá em formato virtual e apresentará 164 projetos.

O coordenador de Programas e Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes, falou que a FECIBA é um espaço que evidencia o protagonismo dos estudantes da rede estadual. “A FECIBA é uma das maiores feiras de ciências do país e o formato virtual é necessário diante dos cuidados que envolvem a prevenção da COVID-19. Teremos momentos valiosos para ampliar a mobilização e a participação dos nossos professores e estudantes em torno da popularização e interiorização da ciência na Educação Básica. Estes cinco dias de evento também serão para celebrar a educação pública, a vida, a inventividade dos estudantes e o compromisso dos educadores com a iniciação científica”, destacou.

A abertura da FECIBA será na próxima segunda-feira (13), às 8h, no auditório da SEC, com transmissão pelo canal do Youtube da Educação (https://bit.ly/3pL0mwa), com a participação do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues. Dentre os convidados estão Adélia Pinheiro, secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado; Tereza Cristina Paim, secretária de Saúde do Estado; Fabya Reis, secretária de Promoção da Igualdade Racial do Estado; Julieta Palmeira, secretária de Políticas para as Mulheres do Estado; Marilda Gonçalves, diretora do Instituto Gonçalo Moniz da FIOCRUZ; e Jailson Bittencourt de Andrade, da Academia de Ciências da Bahia.

Ainda na abertura, as estudantes Naylane de Azevedo Matos Brito e Sarah de Matos Alves, do Complexo Integrado de Educação de Caetité irão falar sobre o projeto “A importância da implementação de sistema de resfriamento evaporativo nas escolas em tempos de pandemia: um estudo de caso no Complexo Integrado de Educação de Caetité”. As estudantes Áquila de Souza Araújo e Irys Aparecida Silva e Silva, do Colégio Quilombola Estadual Professora Nilde Maria Monteiro Xavier, do município de Palmeiras, apresentarão o projeto intitulado “Eu sou Sócia da Coelba?”. E os estudantes Iran Pereira de Oliveira e Ayla Silva de Souza, do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira, em Ilhéus, falarão sobre a “Produção de inseticida a partir da folha da mandioca (manihot esculenta).

A programação da FECIBA conta, ainda, com palestras, apresentações culturais e avaliação e certificação de projetos. De 14 a 17, a programação, pela manhã, será transmitida pelo canal do Youtube do Instituto Anísio Teixeira (https://bit.ly/31Mpaf4) e, no período da tarde, pelo Canal do Youtube do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (https://bit.ly/3GvTBoQ).
Acesse a programação completa no endereço https://bit.ly/30a1mBl.

Foto: 8ª FECIBA (Ilustrativa/ Josenildo Almeida)

Líderes de classe da rede estadual participam de encontros territoriais em diferentes regiões

Os estudantes líderes de classe das escolas da rede estadual de ensino continuam participando, ao longo deste mês, do VI Encontro Territorial de Líderes de Classe, em seus respectivos Núcleos Territoriais de Educação (NTE). Nesta quinta-feira (9), o evento aconteceu simultaneamente em Vitória da Conquista (NTE 20), Eunápolis (NTE 27) e Amargosa (NTE 09) seguindo todos os protocolos de biossegurança recomendados. A iniciativa visa promover o intercâmbio de experiências entre os estudantes eleitos nas funções de líder territorial, municipal e escolar e o protagonismo juvenil, com o objetivo de contribuir para a gestão democrática e participativa das escolas.

Segundo o coordenador de Políticas para Juventude da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Jocivaldo dos Anjos, dentre os maiores ganhos que ele tem percebido nos encontros territoriais está a auto-organização. “Os líderes estão se despertando e criando grêmios em muitos dos lugares que tenho passado. Também estão pautando a SEC para a construção de uma agenda que dê conta da dimensão da juventude estudantil do ano de 2021. Desta forma, eles propõem uma educação que lhes permita ser ouvidos, respeitados e considerados nas decisões. Assim, ajudam a formar uma escola de maior pertencimento mútuo e plural”, destacou.

Em Eunápolis, a líder de classe Roberta Zaíra Walker, 17, 2º ano, do Colégio Estadual Polivalente de Belmonte, localizado em Belmonte, falou sobre a importância do encontro. “A participação dos líderes de classe na formação e construção da educação é de extrema importância. E é isso que queremos proporcionar, a participação ativa dos estudantes”. Já o vice-líder Kayck Pires, 16, do mesmo colégio e turma, afirmou que o “encontro vem para complementar ainda mais os conhecimentos de como atuar como líder”.

No município de Vitória da Conquista, a líder de classe Carla Regiane Amorim, 16, 1º ano, do Colégio Estadual de Piripá, localizado em Piripá, disse que gostou dos temas abordados no encontro. “Este encontro é importante para a troca de experiências para a gente entender o que é essa liderança e para compartilhar ideias de como podemos inovar a partir de novas possiblidades”.

Quem também participou do mesmo encontro foi a líder de classe Noemi Pereira, 18, 3º ano, do Colégio Estadual Zuleide Freire de Abreu, de Jacaraci. “Neste encontro, tivemos a oportunidade de conhecer pessoas novas, trocar conhecimento, além de discutir sobre liderança e alguns programas do governo, a exemplo do Educar para Trabalhar”, comentou.

O VI Encontro Territorial de Líderes de Classe ainda acontece nos dias:

– 10/12 – NTE 08 (Itapetinga), NTE 12 (Macaúbas) e NTE 22 (Jequié);

– 13/12 – NTE 05 (Itabuna) e NTE 26 (Salvador);

– 14/12 – NTE 13 (Caetité) e NTE 15 (Ipirá);

– 15/12 – NTE 19 (Feira de Santana);

– 16/12 – NTE 06 (Valença) e NTE 14 (Itaberaba);

– 17/12 – NTE 01 (Irecê) e NTE 03 (Seabra);

– 21/12 – NTE 02 (Bom Jesus da Lapa).

Fotos: Divulgação


Novo crédito do Bolsa Presença será creditado para famílias dos estudantes, nesta sexta (10)

O novo crédito do Programa Bolsa Presença, que destina R$ 150, por mês, para as famílias dos estudantes da rede estadual, será disponibilizado, nesta sexta-feira (10), pelo Governo do Estado. Esta é a oitava parcela da ação que é destinada para cadastrados no CadÚnico e em condições de vulnerabilidade socioeconômica. Com recursos que chegam a um total de R$ 469 milhões, a previsão é atender 421.308 famílias e 528.213 estudantes.

A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar onde o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos alunos nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.

O Bolsa Presença faz parte do Programa Estado Solidário e tem o objetivo de estimular a permanência no processo de aprendizagem escolar dos estudantes da rede estadual, considerando as especificidades da educação contextualizada e inclusiva.

Foto: Ilustrativa

SEC entrega kits multimídia para implantação de salas multiuso nas escolas do campo

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realizou, na noite desta segunda-feira (6), a entrega simbólica de kits multimídia para a implantação de salas multiuso nas Escolas Família Agrícolas (EFAs) e Casas Familiares Rurais (CFR). Ao total serão 33 unidades escolares do campo beneficiadas com a iniciativa que vai disponibilizar TV de tela plana 4k 55″, notebook, suporte de TV, multimídia, antena, amplificador e receptor. O objetivo é possibilitar a realização de aulas dinâmicas, interativas, bem como a realização de novas práticas pedagógicas como formas de aprendizagem.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância da entrega do equipamento. “Essa ação engloba uma política do governo de modernização da infraestrutura tecnológica das escolas e incluir as unidades do campo conveniadas à SEC mostra que estamos atentos ao diálogo que mantemos com essas instituições e como acreditamos ser fundamentais as suas atuações nos territórios”.

O diretor da Rede das Escolas Famílias Agrícolas Integradas do Semi-Árido (REFAISA), Tiago Pereira, ressaltou que a entrega da SEC  contribuirá com o processo de ensino aprendizagem das escolas. “A gente sabe que a tecnologia, em uma sociedade contemporânea, é importante na construção do conhecimento. E quando temos no nosso plano de formação a tecnologia associada ao aprendizado, ela contribui para a assimilação e encantamento pela educação”.

Para o secretário-executivo da Associação das Escolas das Comunidades e Famílias Agrícolas da Bahia (AECOFABA), José Nivaldo Costa, as salas multiuso serão muito importantes para as escolas do campo. “Essa ação vai contribuir bastante com o aprendizado dos estudantes porque neste momento de pandemia, em que estamos utilizando as tecnologias com maior ênfase na educação, esse equipamento vem suprir algumas deficiências que temos nesta área”.

Projeto – As Salas Multiuso visam oportunizar experiências pedagógicas inovadoras para estudantes e professores da rede estadual de ensino, através da transmissão de aulas síncronas, formação continuada e aulas com mediação audiovisual. O projeto será implantado em todas unidades escolares, além de anexos, que também possibilitará acesso aos canais do Programa Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), TVE Bahia e TV Educa Bahia.

Fotos: Divulgação

Renovação de matrícula para os estudantes da rede estadual é iniciada nesta segunda (6)

Começou nesta segunda-feira (6), e segue até o dia 28 de dezembro, a renovação da matrícula para o ano letivo de 2022 dos estudantes da rede estadual de ensino devidamente matriculados e com frequência regular em 2021. Para a renovação de matrícula, o estudante maior de 16 anos ou responsável legal deverá comparecer à unidade escolar onde o estudante está matriculado para assinar a lista de renovação. Será obrigatória a atualização cadastral, com a apresentação do original e da cópia de documentos como CPF, Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação. A orientação é para que os estudantes, pais ou responsáveis procurem verificar se há ausência de documentos junto à secretaria escolar. A matrícula para alunos novos será realizada no mês de janeiro em datas a serem divulgadas em portaria pela Secretaria da Educação do Estado (SEC).

A estudante  do Colégio Estadual Polivalente de Miguel Calmon, Marli da Silva, de 16 anos, fará em 2022 o 3º ano do Ensino Médio. Ciente do processo de renovação, disse que será acompanhada pela mãe no momento de realizar o procedimento na escola. “Minha mãe já reuniu a documentação necessária e tomei as duas doses da vacina para COVID-19. Estou ansiosa para o ano que vem. Será meu último na escola e quero me preparar bastante para entrar na universidade”.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Educação, Manoel Calazans, ressaltou a garantia de vaga para todos os estudantes interessados, mas disse que é preciso realizar a renovação na própria unidade escolar. “O procedimento é simples. Os interessados devem procurar a própria unidade onde estudam e manifestar na diretoria o desejo de permanecer na rede, assinando um documento que a escola disponibiliza. É importante apresentar os documentos solicitados para atualização do cadastro e levar o cartão de vacinação contra covid-19 atualizado, caso o estudante tenha 12 anos ou mais. É necessário dizer que não precisa fila tanto para fazer a renovação quanto para a matrícula, cujo processo será realizado com o todo planejamento nas datas a serem divulgadas”.

A gestora do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia Da Informação (CEEP) Régis Pacheco em Jequié, Fannie Sampaio, disse que o processo foi iniciado com uma participação positiva da comunidade escolar. “Será uma ação tranquila. Os estudantes e responsáveis já estão sendo informados e começaram a assinar a renovação em nossa secretaria escolar. Vale lembrar que estamos com os protocolos de biossegurança assegurados e o atendimento está sendo feito com a distribuição de senhas enquanto os estudantes ou responsáveis aguardam na área externa da unidade. Em todo espaço temos à disposição álcool em gel e pias para a higienização das mãos. Deixamos os espaços demarcados com distanciamento e o uso de máscara continua obrigatório.”

Foto: Divulgação